Conheça as doenças mais comuns dos olhos

Conheça as doenças mais comuns dos olhos

AMETROPIA – Miopia, Hipermetropia e Astigmatismo

A visão é responsável pela maioria de nossas impressões sobre o mundo e nossas memórias dele  sendo também essencial para o aprendizado intelectual, e pela maior parte da informação sensorial que recebemos do meio externo. A integridade desse meio de percepção é indispensável para o ensino da criança. Com o ingresso na escola, passamos a desenvolver mais intensamente as atividades intelectuais e sociais, diretamente associadas às capacidades psicomotoras e visuais.

Na idade escolar, cerca de 20-25% de crianças apresentam algum tipo de problema ocular, sendo digno de nota os vícios de  refração (miopia, hipermetropia, astigmatismo), a ambliopia e o estrabismo.

A ambliopia é a deficiência do desenvolvimento normal do sistema visual durante o período de maturação do sistema nervoso central (especialmente para o sistema visual) que se estende até os seis ou sete anos de idade, sem que haja lesão orgânica ou uma lesão orgânica desproporcional à intensidade da baixa visual.

A ambliopia é a maior responsável por visão reduzida unilateralmente durante a fase pré-escolar do que outras causas combinadas.

São três, as origens da ambliopia: privação de luz, privação de forma e perda de interação binocular.

Nas fases de pré-adolescência, adolescência e adulta, a miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia são as deficiências oculares mais comumente encontradas. Cada uma delas dificulta a visão em um aspecto.

A miopia, por exemplo, é responsável pela dificuldade de enxergar de longe. A visão do míope ou visão curta, como é conhecida, ocorre quando o globo ocular é muito comprido, ou a córnea muito curva, fazendo com que os raios de luz focalizem antes da retina. Por isso enxergam bem de perto e sentem dificuldade para distinguir as imagens distantes.

miopia

A hipermetropia provoca dificuldade de enxergar de perto. Na hipermetropia ou vista longa é o oposto da miopia. O globo ocular é menor ou a córnea menos curva fazendo com que os raios de luz focalizem depois da retina. É por isso que o hipermetrope tem dificuldade de ver de perto e consegue enxergar melhor as imagens distantes.

olhos2

O astigmatismo, por sua vez, provoca perda de nitidez em contornos e linhas, horizontais, verticais e oblíquas. No astigmatismo o formato do globo ocular é irregular e um pouco oval, lembrando a forma de uma colher. O feixe de luz incide em ângulos diferentes, gerando uma imagem borrada tanto de perto como de longe. A sensação é parecida com a imagem vista de um vidro ondulado.

olhos

A presbiopia  também conhecida como vista cansada, surge por dificuldade de foco ou acomodação do cristalino. Em consequência, ocorre a redução gradativa da visão para perto. Este problema costuma aparecer depois dos 40 anos de idade.

A maioria dos erros refrativos pode ser compensada pelo uso de óculos e/ou de lentes de contato, que eliminam os sintomas durante sua utilização, mas não curam esses problemas visuais. Uma excelente alternativa para o tratamento definitivo da miopia, astigmatismo e hipermetropia é a cirurgia refrativa com Excimer Laser, que tem proporcionado altíssimos índices de sucesso e satisfação. O processo cirúrgico é de alta precisão e previsibilidade.

Imediatamente após a cirurgia, o olho do paciente operado pode manifestar a visão um pouco turva durante algumas semanas. As complicações são raras e esta é uma cirurgia que já beneficiou mais de 25 milhões de pessoas em todo o mundo. O candidato à cirurgia refrativa com excimer laser deve ter uma refração estável, olho sadio e mais de 18 anos de idade. Alguns problemas de saúde ocular podem desaconselhar o ato cirúrgico. A cirurgia é indicada tanto para graus baixos quanto os elevados, com resultados precisos.

Antes de submeter-se à cirurgia, o paciente interessado deve fazer uma consulta com um oftalmologista, para que o especialista analise a possibilidade de ele (a) ser um potencial candidato. É muito importante que esteja seguro e ciente de todos os benefícios e possíveis riscos do tratamento.


Dr Carlos Alberto Juraszek  é médico Oftalmologista  – CRM/PR 39.935
Diretor Técnico da CLÍNICA TOP SAÚDE, Vila Hauer

.

Alethea ale

Os comentários estão fechados.